Blog

Blog

01 de Agosto de 2019

Você consegue identificar as dores do seu cliente?

Talvez você tenha clicado neste artigo só porque ficou intrigado com a tal dor do cliente, mas pensou: “nem sou do ramo da saúde, o que minha empresa tem a ver com isso?”.

Tem tudo a ver! A dor do cliente, em Marketing, diz respeito ao problema específico ou insatisfação que seus possíveis clientes têm, e que a sua empresa pode resolver.

São dores objetivas e simples e, a partir do momento que você as entende, abrem-se milhares de possibilidades para posicionar sua marca e oferecer seu produto ou serviço como a solução ideal para os problemas que seu cliente em potencial enfrenta.

Agora você deve estar pensando em como identificar essas dores, certo?

É uma tarefa minuciosa e que demanda uma equipe de comunicação experiente nesse assunto. Nossa primeira dica de hoje é conversar com quem entende. Estamos aqui pra isso!

Além dessa dica, temos mais:

  • Descubra quem é sua persona. Depois que você caracteriza mais profundamente seu público e as emoções dele, fica mais claro entender os porquês de ele encontrar alívio para sua dor no produto que sua empresa oferece;
     
  • Qualifique essa dor. Digamos que você já tenha descoberto o problema do seu cliente. Agora você precisa pensar nele como uma possibilidade de fechar negócio e trabalhar duro para convencer seu cliente disso. É aí que entra um bom planejamento de comunicação para traçar as melhores estratégias de envolvimento com o público-alvo. Já falamos disso aqui no blog.
     
  • Pense fora da caixinha. É muito comum a gente atribuir um argumento que justifica o problema do cliente sem nem mesmo confirmar se isso é verdade ou não. Na hora de entender a dor do seu cliente, o “porque sim” não vale! É importante entender o contexto que seu cliente está inserido, o motivo de aquela dor existir e, aí sim, propor a solução perfeita para ele.
     
  • Faça as perguntas certas. Com alguns encaminhamentos e pesquisando diretamente com o cliente (fuja de dados prontos e evite pesquisas rasas como no Google), você consegue chegar à raiz dessa dor. Algumas perguntas poderosas:
    • Quais os desafios do seu cliente que você pode ajudar?
    • O que deixa seu cliente frustrado, mas que seu produto pode aliviar?
    • Do que seu cliente tem medo e como sua empresa pode tranquilizá-lo?
    • Onde seu cliente está errando e de que forma seu negócio consegue conduzí-lo?
    • Quais dificuldades ele encontra no meio do caminho? Falta tempo ou o investimento é muito alto?
    • O impede seu cliente de solucionar sua dor?

Qual é a consequência de não fazer nada?

Esse é um questionamento que sua empresa pode tanto utilizar como argumento para o cliente que ainda não efetivou a venda, quanto para você, que está lendo e este artigo e procurando descobrir a dor do seu cliente.

A consequência de não fazer nada, em ambos os casos, é continuar com projetos que morrem na praia, dores desnecessárias e a sensação de estagnação que são o fim da picada, né?

Vamos mudar os rumos da sua empresa para resultados cada vez melhores?
Estamos prontos para te ajudar.
Agende uma reunião com a nossa equipe!